Voltar a O ENEAGRAMA

Tipo 1 – O Perfeccionista

“O Perfeccionista”

Características Principais

  • Atenção focada no erro, na imperfeição e na criação de mecanismos para melhoria contínua.
  • Visão do mundo focada na falha e no que está incorreto.
  • Sensação de irritação constante em relação ao seu desempenho e ao dos outros.
  • Focus de atenção orienta-se igualmente para a competitividade e resultados.
  • Pessoas extremamente empenhadas e trabalhadoras.
  • Quando em posições de liderança são catalogados como extremamente exigentes com as suas equipas e em particular com aqueles em que mais confiam.
  • Bloqueia o contato com as suas emoções.
  • Espetro emocional muito curto.
  • Visão dualista (certo / errado, branco / preto, correto / incorreto)

Mais em detalhe

As pessoas do Tipo 1 desenvolveram um hábito de atenção focado no erro ou no imperfeito.

Isso facilita-lhes a manutenção do focus, na criação de mecanismos para continuarem permanentemente a melhorar.

Ao mesmo tempo, devolveram uma visão do mundo focada na falha e no que está incorreto. Isso transporta-as para a perceção da realidade com uma sensação de irritação constante em relação ao seu desempenho e em relação ao desempenho dos outros por não cumprirem as regras essenciais.

O focus de atenção orienta-se igualmente para a competitividade e resultados. São pessoas extremamente empenhadas e trabalhadoras.

Quando em posições de liderança, regra geral, são catalogados como líderes exemplares, extremamente exigentes com as suas equipas e em particular com aqueles em que mais confiam e acreditam.

As preocupações com o rigor e um empenho excessivo são questões que se vão aplicar à generalidade a estas pessoas.

Outros aspectos igualmente relevantes e que estão na base de processos de performance e transformação pessoal e profissional são o excessivo controlo emocional a que se impõe.

Optam por bloquear totalmente o contacto com as emoções e assim salvaguardar-se desse acesso. O espetro emocional é por isso muito curto.

Tal perceção mantém-no naquilo que é correto, evitando os erros e não permitindo que a tensão saia.

Pela relação débil com as emoções, sempre que agem perante algo de forma incorreta ou imperfeita procuram aumentar a sua disciplina e o controlo, reprimindo as suas emoções e reforçando a sua inflexibilidade.

Esta estratégia, aparentemente eficaz, trará limitações muito significativas em momentos chave da sua vida pessoal e igualmente em momentos decisivos de carreira profissional.

Vivem num “intervalo” muito restrito da sua capacidade emocional.

Esse condicionamento limita a sua relação com as pessoas ao seu redor, que geralmente se mede pela sua menor capacidade de interação emocional e relacional com os outros. Na prática, traduz-se por uma certa frieza na interação.

Associada a este curto espetro, vem igualmente uma visão dualista das questões (certo / errado, branco / preto, correto/incorreto) que definem a sua primeira fronteira de performance, o que lhe condiciona o acesso a uma maior flexibilidade, sendo este um aspeto fundamental nas suas relações do dia-a-dia e até no percurso profissional.

Como Diferenciar?

As pessoas Tipo 1 geralmente são inteligentes e independentes e podem confundir-se facilmente com as Cinco, mas ao contrário das Tipo 5, elas são principalmente pessoas de ação, não de pensamento.

Estes tendem a preocupar-se e são propensos à ansiedade e, às vezes, podem manipular como os Tipos 6, mas são muito menos gregários do que os Seis e seus padrões não são alcançados buscando o consenso com um grupo.

Finalmente, a busca implacável da perfeição pode demorar e causar depressão. Nessas ocasiões, o Tipo 1 pode parecer um 4. Mas os Tipo 4 têm tendência para a auto-indulgência, enquanto os Tipo 1 são auto-negativos. Quatros são emocionalmente expressivos; as pessoas Tipo 1 são emocionalmente reprimidas.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.