Voltar a O ENEAGRAMA

Tipo 5 – O Analítico / Observador

Tipo 5 – O Analítico / Observador

Características Principais

• Percepção do mundo assente numa visão de escassez e o foco do que pode ser desperdício deve ser dispensado,
• Compreende o ambiente como invasivo e procura preservar os seus recursos mais valiosos, como tempo, informação e energia, através da defesa exagerada da sua privacidade,
• Postura não-verbal, ainda que inconsciente que mostra a sua indisponibilidade relacional,
• Acredita que pode ganhar a proteção contra a intrusão, ter recursos suficiente e assegurar a vida por meio de privacidade e autossuficiência,
• Limita desejos e adquire conhecimento como recursos fundamentais para não depender de terceiros,
• O distanciamento emocional garante igualmente o mínimo indispensável de envolvimento com o mundo exterior,
• A visão extremamente racional e objetiva proporcionam uma substancial capacidade de definir critérios, métodos e planeamento de longo prazo,
• A compreensão e a vida vivem-se essencialmente ao nível mental,
• A emoção é apenas algo perturbador que afeta a sua capacidade de interpretação ou mesmo de autocontrole,
• Necessidade de sair mais do seu mundo e entrar em contacto com as pessoas e o seu universo emocional.


Mais em detalhe

O mundo ganha grande eficiência e superior eficácia com o contributo dos Tipo 5.

Imagine um automóvel que consome apenas o estritamente essencial. As travagens, as acelerações, as mudanças engrenadas, as curvas e todas as outras manobras seriam efetuadas no máximo critério de não gastar mais do que o inevitavelmente necessário.

A partir de uma percepção do mundo assente numa visão de escassez e o foco do que pode ser desperdício deve ser dispensado, ganham especial relevância.

A personalidade Tipo 5 compreende o ambiente como invasivo e assim sendo procura preservar os seus recursos mais valiosos, como tempo, informação e energia, através da defesa exagerada da sua privacidade. De resto, este afastamento é conquistado sem grande esforço. A sua postura não-verbal, ainda que inconsciente, não deixa dúvidas em relação à sua indisponibilidade relacional.

Acredita que pode ganhar a proteção contra a intrusão, ter recursos suficientes e assegurar a vida por meio de privacidade e autossuficiência. Sustenta essa estratégia limitando desejos e adquirindo conhecimentos como recursos fundamentais para não depender de terceiros.

A informação e o conhecimento tornam-se assim meios essenciais para limitar a sua dependência em relação aos outros. O distanciamento emocional garante igualmente o mínimo e indispensável envolvimento com o mundo exterior. O contrário poderia vir a proporcionar sensações de esgotamento físico e intelectual pela incapacidade de se afastar e recarregar as suas baterias.

A interação e o envolvimento são limitados ao indispensável. A informação ganha uma relevância extrema e por esse motivo pessoas com este perfil de personalidade dominante são habitualmente associadas a um substancial nível de conhecimento ou até mesmo de inteligência, uma vez que o seu estudo não se esgota em áreas funcionais, nem na sua área de atuação e nem mesmo em domínios sem qualquer relação aparente.

A visão extremamente racional e objetiva proporciona a pessoas deste perfil de personalidade dominante uma enorme capacidade de definir critérios, métodos e planeamento de longo prazo.

Tal facto está associado ao seu isolamento emocional, o que lhes favorece o não envolvimento, focalizando os critérios e a sua aplicabilidade.

Como consequência a percepção emocional de si e dos outros é geralmente uma área de crescimento crítica para este Tipo de personalidade.

O mundo ganha significado pela sua compreensão e a vida vive-se essencialmente ao nível mental.

Com regularidade encontramos líderes do Tipo 5 com múltiplos projetos “na gaveta” a aguardar alguma informação adicional.

Uma das características interessantes deste perfil de personalidade é a pouca importância que dão a bens materiais em detrimento de recursos essenciais, como tempo ou energia para seu próprio uso.

Uma questão com a qual poderemos definir particularmente a personalidade Tipo 5 é o seu isolamento emocional. Se questionar com sinceridade como se poderá estar a sentir uma pessoa deste perfil de personalidade dominante, isso pode encontrá-la desprevenida ou em alternativa a sua resposta pode deixa-lo(a) a si desconcertado.

Para este perfil de personalidade a emoção é apenas algo perturbador que afeta a sua capacidade de interpretação ou mesmo de autocontrole.

Com muita frequência, ainda que involuntariamente, personalidades do Tipo 5 definem as regras e as condutas para se relacionarem com os seus filhos e parentes mais queridos. De sublinhar que um dos maiores testes de crescimento para alguém com este perfil de personalidade (nomeadamente o seu desenvolvimento de inteligência emocional e que em regra é propositadamente descuidado) é a educação de uma criança. A criança traz a evidência de uma inesgotável energia e uma desproporção de investimento de tempo, coisas para as quais as pessoas com perfil dominante Tipo 5 ficarão fatalmente transtornadas. Esta é uma oportunidade para compreender os seus novos limites.

O Tipo 5 reflete um expoente da nossa caracterização daquilo que é o nosso entendimento sobre o mundo mental. Em paralelo com o Tipo 4, eles representam os Tipos de personalidade mais profundos do Eneagrama. O Tipo 4 mostra-nos a nossa profundidade emocional e o Tipo 5 a nossa profundidade mental. O grande trabalho que envolve todas as tarefas de análise é desafiar-se a colocar os seus planos em ação e sair mais do seu mundo, entrando em contacto com as pessoas e o seu universo emocional.

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.